Destaque PrincipalNotícias

Central do Cerrado lança loja virtual com produtos de agricultores familiares

Baru, jatobá, pequi e umbu são apenas alguns dos mais de 200 itens encontrados no e-commerce

A fim de auxiliar o escoamento de produção de agricultores familiares, a Central do Cerrado acaba de lançar uma loja virtual. A cooperativa, formada por cerca de 30 organizações comunitárias, oferece na plataforma e-commerce mais de 200 produtos dos biomas Cerrado e Caatinga.

Entre as opções estão farinhas especiais, com destaque para o mesocarpo de babaçu (500g, R$ 15), da Cooperativa dos Pequenos Produtores Agroextrativistas de Esperantinópolis (Coopaesp), no Maranhão; farinha de buriti (1 kg, R$ 50) da Cooperativa Grande Sertão de Montes Claros, Norte de Minas Gerais; além do flocão de milho não-transgênico (500g, R$ 7), matéria-prima para o cuscuz nordestino, da Cooperativa Agropecuária Mista Regional de Irecê (Copirecê), na Bahia.

As castanhas brasileiras também estão disponíveis, caso da castanha-de-baru (300g, R$35); da castanha-de-pequi (100g, R$15); e da amêndoa de licuri torrada (100g, R$7), da Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes).

Continua após o anúncio

Além disso, não ficam de fora as bebidas, como o licor de pequi da marca familiar Savana Brasil (700ml, R$70); e a cerveja de coquinho azedo fruit beer (600ml, R$ 25) da Cooperativa Grande Sertão, de Montes Claros, Minas Gerais.

No site da Central do Cerrado, o internauta também encontra informações sobre a origem social das comunidades produtoras e a origem territorial. Entre os conteúdos da plataforma estão receitas, fichas técnicas e dicas de uso.

Etiquetas
Mostrar mais

Prazeres da Mesa

Lançada em 2003, a proposta da revista é saciar o apetite de todos os leitores que gostam de cozinhar, viajar e conhecer os segredos dos bons vinhos e de outras bebidas antecipando tendências e mostrando as novidades desse delicioso universo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar